Sono e Saúde: A influência da atividade física e da alimentação na qualidade do sono

O século XXI é marcado por um dia a dia agitado no qual as pessoas exercem diversas funções como trabalhar, cuidar da casa, levar os filhos à escola, ir ao banco, ao consultório médico, ao mercado, à academia… Ufa!!!Quando termina um dia intenso como este, chega a hora de dormir, de descansar mas, mesmo depois dessa longa jornada, nem sempre conseguimos dormir bem e esse merecido tempo não é suficiente para recuperação das nossas energias.
Foi pensando nisso que a Suporte Saúde escolheu abordar esse tema e ajudá-lo a entender como a prática de exercícios físicos e uma boa alimentação podem auxiliar no seu descanso.
Estudos apontam que a prática de atividade física é um fator favorável na melhora da qualidade do sono. A ideia se baseia principalmente na ação termorreguladora que explica que o início do sono é disparado pela redução da temperatura corporal no início da noite. Quando fazemos exercícios físicos nossa temperatura corporal aumenta criando assim uma situação favorável para levar ao sono por ativar os processos de dissipação de calor controlados pelo hipotálamo, assim como os mecanismos indutores do sono dessa mesma região, ou seja quando fazemos exercício a temperatura aumenta e o hipotálamo é acionado para baixar nossa temperatura corporal ajudando a causar a indução do sono.

Saiba as fases do seu sono e a importância que ele exerce na sua qualidade de vida!
Pesquisas também apontam que outro fator importante do sono é a função restauradora que ele exerce. A teoria restauradora ou compensatória indica que a condição para a atividade anabólica durante o sono é favorecida após alta atividade catabólica, isso quer dizer que quando praticamos exercício ocorre um processo de destruição (catabolismo) de proteínas, tecido muscular e glicogênio para se obter energia, então o corpo fica fatigado e com isso se alcança o sono mais facilmente para que ocorra a fase de construção (anabolismo) desses tecidos musculares, proteínas, glicogênio e outros que foram utilizados durante o exercício.
Em ambas as situações descritas acima, o nosso corpo busca sempre por equilíbrio!
Uma boa alimentação também exerce influência determinante na qualidade do seu sono assim como suas horas de descanso, seu estilo de vida e hábitos noturnos. O hipotálamo é responsável por regular diversas funções vitais do organismo, inclusive o sono e o apetite, por isso não descansar o suficiente pode levar ao desequilíbrio hormonal e do metabolismo o que favorece o ganho de peso.
Durante a noite o metabolismo vai ficando reduzido e o consumo de energia também, então, neste período, a dica é optar por uma alimentação mais leve composta por saladas de folhas, carnes grelhadas e pequenas quantidade de carboidratos complexos como o arroz integral por exemplo, um sanduíche leve com pão de grãos e peito de peru e, mais próximo da hora de dormir, refeições ainda mais leves como uma sopinha ou um leite quente com canela.
Entenda o seu organismo, para tanto experimente e sinta quais alimentos se adaptam melhor ao seu bem estar neste período.
A prática regular de exercícios físicos e uma alimentação adequada são grandes aliados para a conquista de boas noites de sono e aquele up na sua saúde.
Em casos de insônia recorrente ou sensação de cansaço ao despertar recomendamos que consulte um médico especialista em distúrbios do sono para verificar possíveis problemas relacionados com as suas poucas e merecidas horas de descanso.

Comments

comments