Comunicação na fase idosa

Quem já ouviu falar da célebre frase “nenhum homem é uma ilha”? Com ela, o filósofo Chardin quis dizer que os homens não conseguem viver isolados. É preciso conviver uns com os outros, relacionar-se.

 

O relacionamento entre as pessoas ocorre a partir da comunicação que é, portanto, uma necessidade fundamental.

 

A comunicação envolve não somente a fala e a escrita, mas também os sinais transmitidos pelas expressões faciais e pelo comportamento do corpo. Para poder se comunicar, é necessário que o indivíduo consiga capturar as mensagens emitidas pelos outros, compreendê-las e expressar-se.

 

Com o envelhecimento, é comum ocorrer um declínio da audição, que prejudica a capacidade do idoso de ouvir e compreender a fala, comprometendo a comunicação. Algumas medidas simples podem facilitar a conversa com pessoas com déficit auditivo:

 

  • Evite ambientes ruidosos. Nada melhor do que um local silencioso para uma conversa.
  • Procure falar de forma clara e pausada. Aumente o tom de voz somente se isso for realmente necessário.
  • Fale de frente para que a pessoa idosa possa fazer leitura labial.

Nossa população idosa está crescendo! Entenda como este processo tem ocorrido e saiba como alcançar um envelhecimento saudável.

Outro evento comum aos idosos é a alteração da voz. É possível adotar algumas orientações para preservar a voz com o avanço da idade. São elas:

 

  • Evitar gritar ou falar com esforço.
  • Evitar falar durante exercícios físicos, que podem dificultar a respiração solta e livre.
  • Articular bem as palavras.
  • Verificar a necessidade e condições de próteses dentárias e/ou auditivas.
  • Fazer atividades que estimulem o uso da voz como conversação e canto.
  • Beber água quando falar muito ou cantar. A água hidrata o corpo e faz as pregas vocais funcionarem melhor.
  • Evitar o pigarro e a tosse, exceto quando for reação a algum distúrbio.
  • Manter uma alimentação saudável.
  • Evitar álcool em excesso e cigarro.
  • Evitar mudanças bruscas de temperatura.
  • Diminuir a distância entre os falantes.
  • Falar em ambiente iluminado para facilitar a leitura labial.
  • Manter o convívio social e familiar.

 

A comunicação na fase do envelhecimento merece atenção, cuidado e respeito. Nesta fase de vida, é de suma importância não se deixar desanimar pelos desafios que se impõe na comunicação. Valorize o convívio social e evite o isolamento.

 

Fonte: Ministério da Saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Caderno de Atenção Básica, 2006.

Comments

comments