Treino de corrida

Tipos de treino de corrida

Correr é uma atividade simples! Basta calçar um par de tênis e sair correndo, no entanto, sem um planejamento e o mínimo de conhecimento, tal atividade pode lesionar e se tornar altamente monótona.

Diferentes treinos de corrida existem cada qual com uma função específica, no entanto, como um todo, variar treinos de corrida provoca uma série de estímulos no organismo que geram reações e consequentes melhorias no condicionamento físico do praticante e no rendimento do atleta.

Há muito que a fisiologia do exercício é uma ciência que embasa a prática da atividade física e transforma o “fazer pelo fazer” pelo “fazer com significado”, permite a evolução de uma modalidade minimizando riscos e lesões e traz ganhos em resultados que tornam a atividade motivante pois proporciona melhoras diversas que vão de estéticas à saúde e performance.

Nós da Suporte e Saúde vamos trabalhar com sete tipos de treinamento de corrida:

1- Treino de velocidade: melhorar seu tempo numa determinada distância tem de, inevitavelmente, aumentar sua velocidade de corrida.

O treino de velocidade será executado da seguinte forma: corrida intensa seguida de breve recuperação.

Esse tipo de treino também é conhecido como “treino de tiro” e sugeriremos variações no tempo de estímulo e na forma de recuperação, mas a base do mesmo é a descrita acima.
2- Treino de subida: muitas corridas não se limitam a trechos planos e encarar as temidas subidas, pequenas ou grandes, sem que essas sejam desafios amedrontadores, requer treino específico.

O treino de subida é literalmente encarar aclives que desenvolvam uma melhor base muscular dos membros inferiores do praticante.

Esse tipo de treino deixará seu corpo mais forte e melhorará também seu rendimento, visto que, eleva a frequência respiratória e torna seu sistema cardiovascular mais resistente. Sugeriremos quanto subir e qual tipo de subida encarar, mas a base do mesmo é a descrita acima.
3- Treino de intervalado: unir força e velocidade é o objetivo desde tipo de treinamento. A força é importante para que seu rendimento cresça sem que seu corpo sofra por conta disso. A velocidade permite que você diminua seus tempos.

Esse treino intervalado, então, é a variação do ritmo da corrida durante todo o percurso.

É função da Suporte Saúde sugerir a forma como você o realizará, mas a base do mesmo é a descrita acima.
4- Treino longuinho:

5- Treino longo:

6- Treino longão:

Estes três treinos são contínuos, sem intervalos ou variações de velocidade, são de intensidade confortável e têm como objetivo o ganho de resistência que proporcione o aumento da distância percorrida.

• O treino longuinho, claramente diz respeito às distâncias sugeridas e também a fase do treino e ao nível de condicionamento do praticante. Exemplo: o treino longuinho pode ser dado como um treino leve na primeira semana pós uma prova extenuante feita por um atleta ou como início de aumento das distâncias percorridas por um corredor iniciante.

• O treino longo começa a preparar o praticante para distâncias maiores.

• O treino longão é o que literalmente prepara o praticante para correr longas distâncias e suportar os duradouros períodos de esforço sem intervalos de recuperação.
7- Treino regenerativo: após o corpo ser trabalhado de forma muito árdua, ele precisa de reparação para que seja recuperado dos esforços ao qual foi submetido e retorne em condições ainda melhores quando for exigido novamente com treinos e exercícios de alta intensidade.

Este treino tem como objetivo recuperar a musculatura e o organismo desgastado, previne lesões musculares, possibilidade de overtraining e acelera o processo de recuperação e nada mais é do que diminuir muito a intensidade e o tempo da atividade, mas mesmo assim, é importante realizá-lo ao invés de simplesmente fazer uma recuperação passiva.

Comments

comments