Dieta aos 40!

Ao longo dos anos é possível perceber que o corpo já não funciona mais da mesma maneira, perder peso começa a ficar de fato mais difícil. Isso ocorre devido a diminuição do metabolismo natural que passa a ser sentida com maior intensidade após os 40 anos de idade, não se trata de algo repentino, mas progressivo que requer uma atenção especial aos hábitos de saúde, particularmente, à dieta para amenizar estes efeitos e viver esta fase rica em amadurecimento sem estresse.

Nas mulheres, além das alterações no metabolismo, há uma redução na taxa hormonal característica da menopausa e uma perda de massa magra que favorecem o ganho de peso e dificultam a queima de calorias. Apesar destes fatores, a lógica do organismo continua sendo a mesma, para perder peso é necessário gastar mais do que se consome, optando por uma alimentação equilibrada com o valor calórico adequado somado à prática de exercícios físicos.

Saiba mais sobre a saúde da mulher no climatério!

O ideal é aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras que possuem vitaminas e minerais suficientes para suprir as necessidades do corpo. Alimentos de origem láctea, como iogurtes e o próprio leite, também devem ser incluídos na dieta para prevenir a osteoporose e alimentos como a linhaça e a soja ajudam a equilibrar os níveis do hormônio estrogênio, além de amenizar os sintomas da menopausa.

Não adotar dietas restritivas também é muito importante, pois além de não funcionarem, a longo prazo podem prejudicar na disposição para as tarefas diárias e agravar problemas de saúde. O melhor a ser feito é diminuir o tamanho nas porções para assim reduzir o total de calorias consumidas e obter uma perda de peso lenta e contínua com uma manutenção mais efetiva.

Mesmo com alguns desafios, manter a saúde, o bem estar e o corpo em dia após os 40 anos é possível. Aproveite essa fase de conquistas e experiências bem vividas!

Comments

comments