Triptofano: o aminoácido que auxilia na prevenção do stress, depressão e insônia

O triptofano é um aminoácido essencial, ou seja, que precisa ser adquirido através da alimentação e não é sintetizado pelo organismo. Esse composto tem uma importância muito ampla em nossa saúde pois atua como precursor do neurotransmissor serotonina que exerce uma série de funções essenciais relacionadas a adequada manutenção da saúde e do bem estar.

 

A serotonina está estritamente ligada com os carboidratos e por isso sua redução provoca dificuldade de inibição do apetite e desejo exacerbado por doces e alimentos gordurosos, o que leva ao aumento de peso e desequilíbrio do metabolismo a médio e longo prazo, portanto, em estratégias de emagrecimento é necessário levar em conta uma possível deficiência de serotonina.

 

Mas a deficiência deste intrigante neurotransmissor vai muito além do aumento do desejo por alimentos doces e ricos em gordura e dos problemas com o controle do apetite, a setorotonina em baixa pode prejudicar o humor, a atividade sexual, o suporte à sensação de dor e inclusive o sono, controlado também pelos níveis do hormônio melatonina, produzido também a partir do triptofano.

 

Com um leque tão grande de papéis para a serotonina é importante lembrar que, esta sim é produzida naturalmente pelo organismo, no entanto diversas condições podem levar a uma redução na sua produção e atuação e por isso convém garantir bons níveis do aminoácido triptofano que vai impactar em uma produção adequada de serotonina e a consequente regulação de todas estas funções tão importantes ao bem estar, prevenindo o desenvolvimento de compulsão alimentar, stress, depressão, falta de libido e insônia.

Aproveite para conhecer qual é o papel do tão comentado hormônio insulina no metabolismo corporal!

Sendo assim, o que fazer para adequar nossos níveis orgânicos de triptofano?!

O aminoácido pode ser consumido a partir de diversas fontes alimentares como os peixes, laticínios, carne de peru, oleaginosas como as castanhas e nozes, abóbora, banana, abacaxi, amendoim, aveia, leguminosas como o feijão, a lentilha, o grão de bico e a ervilha, o brócolis, o chocolate meio amargo e o suco integral de uva ou vinho. Mais do que focar no consumo específico destes alimentos o cuidado com a prática de uma alimentação saudável, que por constituição deve ser naturalmente diversificada e saudável, auxilia na obtenção do composto. Além disso, estudos comprovam que exercícios aeróbios como caminhar, nadar e pedalar atuam na preservação e manutenção do triptofano no organismo.

 

Mais uma vez a alimentação saudável e a prática regular de exercícios físicos torna-se primordial para o bem estar, redução da medicalização e melhora na qualidade de vida. Agora que você sabe de tudo isso aproveite para acessar seus treinos e sugestões de cardápios saudáveis da Suporte Saúde e torne-se protagonista dos cuidados com sua saúde!

 

Comments

comments