Erros mais comuns na alimentação Pré e Pós treino

Você faz todos os exercícios certinhos, não falta aos treinos e mesmo assim não está chegando aos resultados que desejava? Isso pode estar acontecendo com você muito provavelmente devido ao que você come antes e após o treino.

Clique aqui e saiba a importância de conciliar dieta e treino para emagrecer

Confira abaixo os erros mais comuns cometidos na alimentação pré e pós-treino.

  • Ficar sem se alimentar: Um dos principais erros cometidos por quem procura emagrecer é ficar sem se alimentar. O corpo precisa de energia para um bom desempenho do exercício, além de não sobrecarregar os órgãos, assim favorecendo a queima de gordura ou o aumento da massa muscular.
  • Não comer depois do treino: Outro erro comum é não comer depois do treino. O seu corpo precisa adquirir nutrientes para se restabelecer. São necessário carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais. Sem esquecer que antes, durante e depois do treino é importante beber muita água.
  • Comer muitos carboidratos: A necessidade do carboidrato no pós-treino é algo bem discutido e é um fator muito individual, mas saiba que o excesso dele também pode te prejudicar. Além disso a fome do pós- treino pode ser exacerbada com um consumo excessivo de carboidratos, principalmente os refinados, estes podem ativar em nosso organismo a vontade de comer mais carboidratos ou doces e açúcares.
  • Tempo para comer antes ou depois do treino: No pré-treino, o tempo de se alimentar irá depender do tipo de alimento que você consome. Ou seja, escolhi um suco verde, posso ingerir em torno de 30 minutos antes, mas se quiser realizar uma refeição completa, o ideal é consumir de uma a duas horas. Isso porque quanto mais alimento tiver no estômago mais tempo ele precisará para digerir e isso requer muita energia, a mesma energia que você quer ter durante o exercício. No pós-treino, para não atrapalhar no crescimento muscular, a refeição deverá ser feita em até duas horas, quanto antes melhor.
  • Comer em excesso para “repor as energias”: “Malhei horrores, eu mereço” Aí mora a armadilha: ao comer de tudo e demais, ao invés de emagrecer e ganhar massa muscular, acaba estocando gorduras e até mesmo pode gerar uma queda no desempenho por não oferecer aos músculos o que eles precisam.
  • Não comer a quantidade certa de proteínas: Mesmo que seu objetivo não seja hipertrofia (aumento da massa muscular) é interessante pensar que um dos benefícios da atividade física é o aumento do fortalecimento do músculo. Isso é possível se você consumir quantidades adequadas de proteínas na sua alimentação pós-treino. Vale a pena lembrar que é necessário o consumo de proteínas ao longo do dia.
  • Comer pouco no período de pré-treino e muito após o treino: Comer muito antes do treino prejudica o desempenho, mas não significa que deve-se ingerir poucos alimentos. O mesmo vale para a alimentação feita após o treino. É comum a sensação de muita fome após a prática de exercícios físicos, isto porque o corpo precisa repor a energia perdida durante as atividades. Mas fique atento, neste momento precisamos de uma atenção redobrada na escolha dos alimentos.

Matéria publicada no site: https://www.natue.com.br

Comments

comments